Rotoscopia

Rotoscopia é uma técnica em que consiste em redesenhar sobre quadros (frames) inteiros ou partes destes em um filme

Ainda que alguns animadores ou parte da crítica especializada não gostem dela, a técnica gera bons efeitos visuais e também é indicada para reduzir o tempo de produção

A sua origem vem dos Estados Unidos, onde Max Flesicher concebeu o Rotoscópio por volta de 1914, para a sua série animada “Out of the Inkwell”. Nela, o seu irmão Dave serviu de referência para o palhaço Koko. Depois foi utilizada em outros de seus trabalhos, sendo “Betty Boop” e “As Aventuras de Gulliver” os mais conhecidos

https://en.wikipedia.org/wiki/Rotoscoping

Desenho da patente original de Max Flesicher

Com o fim da exclusividade de uso da patente pelos irmãos Fleischer em 1934, a rotoscopia passou a ser empregada parcial ou integralmente em várias longas, curtas e séries animadas de outros realizadores

Para citar alguns títulos de longa-metragens: “Branca de Neve e os Sete Anões”, de Walt Disney, “American Pop”, de Ralph Bakshi e “Waking Life”, de Richard Linklater. Séries de animação como as realizadas pela Filmation: “Tarzan”, “Flash Gordon” e “He-Man”. E curta-metragens como “Thought of You”, de Ryan Woodward, que também realizou uma versão para abertura de novela “Amor à Vida”, da Rede Globo

Até mesmo em efeitos especiais de filmes live-action há a presença da técnica. Como exemplo, os sabres de luz de “Star Wars”, de George Lucas, foram concebidos com a rotoscopia

Nos últimos anos acompanhou o progresso tecnológico e desde então é utilizada também de forma digital onde, muitas vezes, é facilitada por plugins de softwares em animação e também em videogames, como “The Prince of Persia”

 Para saber mais, visite o termo Rotoscoping na Wikipedia.


Leia o post anterior:
Capa-2014-05-29
Juiz de Fora 164 Anos: A Construção da Memória

Matéria publicada no portal Acessa.com, em 29 de maio de 2014.

Fechar